SINDICATO DOS VIGILANTES DENUNCIA VIGILÂNCIA CLANDESTINA NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE RONDÔNIA.

DSC_3757

A Diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Rondônia denunciou nesta manhã junto ao Ministério Publico do Trabalho – MPT, Delegacia Regional do Trabalho – DRT, Ministério Publico do Estado de Rondônia – MPE, Policia Federal – PF, Tribunal de Contas do estado de Rondônia – TCE/RO e Secretaria de Estado da Educação – SEDUC/RO. A pratica adotada nas escolas Estaduais de utilizarem vigilância clandestina para proteger o patrimônio.

Logo após o fim do contrato de vigilância que ocorreu no dia 30.10.2013, onde foram extintos os contratos celebrados entres o Estado de Rondônia e as três empresas de vigilância (ROCHA SEGURANÇA E VIGILANCIA, COLUMBIA SEGURANÇA E VIGILANCIA PATRIMONIAL e IMPACTUAL VIGILANCIA E SEGURANÇA), as quais prestavam serviço de vigilância, ostensiva e preventiva, diurna e noturna, em unidades administrativas da SEDUC e nas Escolas Estaduais da rede pública de ensino, na capital e no interior do Estado de Rondônia, para a proteção de bens móveis e imóveis ali existentes em posto de vinte e quatro horas.

A extinção dos mencionados contratos significou a demissão em massa de aproximadamente 2.000 (dois mil vigilante) vigilantes em todo o estado de Rondônia, bem como deixou todas as escolas estaduais da rede publica de ensino sem qualquer serviço de segurança e vigilância.

O presidente do Sindicato Paulo Tico denunciou que após a extinção dos referidos postos de serviço, o Sindicato recebeu informações que os ex-colaboradores vigilantes das referidas empresas estão sendo contratados ilicitamente e de forma direta pelas próprias escolas, para prestarem serviços, mediante pagamento de diárias, nos mesmos locais nos quais laboravam.

Dentre as escolas que estão adotando as referidas praticas destacam-se a E.E.E.F. JESUS BULAMARQUI, localizada na rua Crianças, 4686, Floresta, Porto VelhoRO; E.E.E.F.M. FLORA CALHEIROS, localizada na rua Assis Chateaubriand, 7643, Esperança da Comunidade, Porto Velho – RO; E.E.E.F.M SÃO LUIZ, localizada rua Mário Andreazza, 8186, JK II, Porto Velho – RO; EEEFM PETRONIO BARCELOS, localizada na rua Alexandre Guimarães, 3862, Nova Porto Velho, dentre outras.

Ressalte-se que tais situações fáticas estão em total desacordo tanto com a legislação pátria quanto com a CCT 2013/2014 da categoria. Deste feito, o presente sindicato através de oficio requereu que seja apurada a denuncia ofertada, visando, em caso de procedência da mesma, a adoção das providencias que entender cabíveis.

Fonte: SINTESV/RO.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: